2 de agosto de 2017 em Dicas, Diversão, Roteiros, Sem categoria, Turismo
312

5 lugares para conhecer em Londres

Alisson Borges

Ela já foi considerada a capital do mundo, é uma cidade com mais de 2 mil anos de história e possui atrações o suficiente para preencher um roteiro de viagens de até 30 dias. Estamos falando é claro, de Londres, o lar da Rainha e capital da Inglaterra e do Reino Unido.

Londres também fica na memória de todos os viajantes quando o assunto é diversidade. Acha que Nova York é a metrópole definitiva em questão de miscigenação cultural? Um passeio bem feito pela capital britânica vai te mostrar o contrário.

O propósito da lista é apresentar os lugares mais legais que você pode visitar quando estiver passando um tempo no lado inglês do velho continente. Londres tem tantas coisas legais para entreter seus turistas que parece até um parque de diversões – o lugar é famoso justamente por ter uma roda-gigante, oras!

 

Big Ben

Fonte: Volpuri

Um dos ícones patrióticos mais fortes da cultura britânica

 

A primeira atração da lista precisa de um esclarecimento quanto a sua verdadeira definição. Apesar da imagem acima mostrar a Elisabeth Tower, o lugar é popularmente chamado de Big Ben. Na verdade esse termo se refere ao sino gigantesco que fica dentro da torre e que é tocado de hora em hora.

O conjunto da obra (torres, relógio e sino) está localizado no Palácio de Westminster, que também abriga as Casas do Parlamento. Apesar de ser inegavelmente o relógio mais famoso do mundo, ele acaba ficando em quarto lugar no quesito tamanho.

A visita ao Big Ben vale a pena por ser tratar de um dos ícones patrióticos mais fortes da cultura britânica, fora que é bem legal poder tirar uma foto ao lado desse cartão postal que é reproduzido em inúmeros formatos de lembrancinha.

 

London Eye

Fonte: Magnet

Um dos pontos mais visitados de toda capital, atende quase 4 milhões de visitantes todo ano

 

Agora vamos falar de uma atração moderna na terra da Rainha. O Olho de Londres foi criado em março de 2000 e causou um alvoroço entre os habitantes da cidade, que se preocupavam com o tamanho da obra e a possível obstrução da vista de outros pontos turísticos.
Hoje a London Eye é um dos pontos mais visitados de toda capital e atende quase 4 milhões de visitantes todo ano, um número que coloca pontos turísticos ancestrais como Stonehenge no chinelo. A roda gigante pode transportar 800 pessoas por rotação, que leva em média 30 minutos para ser realizada.

A vista do topo é espetacular, ainda mais se o clima estiver sem nuvens. O ingresso varia de 30 a 40 euros e crianças abaixo de 4 anos não pagam. É o tipo de passeio perfeito para casais, desde que ninguém tenha pavor de alturas, é claro.

 

Torre de Londres

Fonte: Ticketea

Hoje serve de abrigo para as Joias da Coroa Britânica

 

Lembra quando eu disse que Londres era um lugar com mais de 2 mil anos de história? Pois é, estava me referindo a essa parte específica da cidade. A Torre de Londres é uma fortaleza histórica, fica na margem do Rio Tâmisa e foi fundada após a conquista normanda da Inglaterra.

Apesar do nome conjugado no singular, esse Patrimônio Mundial da UNESCO é formado por 20 torres, e hoje serve de abrigo para as Joias da Coroa Britânica. Vale lembrar que, ao longo da história, a função desse castelo já mudou diversas vezes.

A entrada no ponto turístico custa 47 euros é te permite acesso a todas as atrações da torre e descontos em lojas do local, além de poder visitar os outros castelos que ficam dentro de Londres, como o Palácio de Kensington. É possível se adiantar e comprar os ingressos online, caso não queira pegar fila na bilheteria.

 

O Rio Tâmisa

Fonte: Greatfon

 Já sofreu muito com os efeitos da poluição causada pelas gerações passadas

 

Se você estiver seguindo o roteiro direitinho até agora, então é provável que já tenha cruzado pelo quarto item da lista, pelo menos, umas duas vezes. O Rio Tâmisa é a nascente de Londres, um rio que corta a cidade de leste a oeste.

Quem o conhece hoje nem imagina o quão insuportável era ficar perto de sua margem a menos de um século atrás. Atualmente é um orgulho para Londres, mas o Tâmisa já sofreu muito com os efeitos da poluição causada pelas gerações passadas, que povoavam a região durante o século XVII.

Após mais de 120 anos de investimento gastos na cura do rio, podemos aproveitar suas águas para a navegação, pesca e até mesmo a prática de esportes. Uma vez por ano, as equipes de corrida a remo das universidades de Oxford e Cambridge se enfrentam em um evento que marca o início da primavera.

 

Palácio de Buckingham

Fonte: Webluxo

Praticamente um shopping em formato de palácio

 

Pra finalizar, trago o maior símbolo da monarquia que perdura até hoje. É no Palácio de Buckingham que mora a família real britânica, e sua história é quase tão extravagante quanto seus hóspedes.

O palácio conta com nada menos que 775 cômodos, e entre eles estão escritórios, salas de estado, quartos para realeza e de funcionários. Posteriormente foram adicionados ao complexo: capela, piscina, agência de correios, enfermaria, cafeteria e até mesmo um cinema!

O que mais chama atenção no palácio é a cerimônia da Troca da Guarda. Nessa ocasião os guardas que estão em serviço dão lugar aos guardas do próximo turno, enquanto uma banda marcial toca marchas e canções populares para quem estiver presente.
Espero que tenha gostado desta lista. Fique à vontade para sugerir novos lugares para ser explorado em um próximo artigo, aqui no Blog Le Jardin. Enquanto isso não acontece, desejo a você uma boa viagem.

Que tal fazer o download do nosso Guia Definitivo para o Evento Perfeito para poder produzir os melhores e mais organizados eventos? É só acessar o link abaixo e fazer o seu cadastro.

http://suites.lejardincaldasnovas.com.br/landing-page-baixa-temporada-agosto-setembro

 

Com informações de TripAdvisor, Wikipedia, Londres Para Principiantes, EDreams, Segredos de Londres, Jornada Kamoi e Mapa de Londres.

 

Posts relacionados

2017 © HPO Adminstradora de Clubes e Hoteis LTDA – 33.324.195/0002-65

Desenvolvido por